Ferramentas de combate aos inimigos da produtividade

Percevejo_marrom_da_soja

A Rede Agroservices divulgou uma matéria sobre as ferramentas de alta tecnologia que atuam no controle de infestações e que oferecem dados precisos para o produtor determinar o melhor momento para efetuar o controle de pragas.  Confira:

Alta tecnologia no monitoramento de pragas

Por –  Frank Edwin Duurvoort

Infestações de pragas, como lagartas e percevejos, geram grandes prejuízos ao produtor quando não são controladas em tempo. No entanto, a aplicação preventiva de defensivos, utilizados sem critérios técnicos, leva ao uso excessivo dos mesmos, com elevados custos financeiros para o produtor. Para piorar, no longo prazo, o uso descontrolado de agroquímicos ameaça a sustentabilidade do negócio desse produtor: gera danos ambientais, resistência aos defensivos utilizados e o aumento populacional de pragas secundárias.

Um bom monitoramento de pragas é a saída, não é uma solução simples: requer informação, disciplina e mão de obra especializada. Fazer uso de defensivos para controlar uma infestação deve ser uma escolha fundamentada em dados como o estádio e a densidade populacional de pragas, a presença ou não de seus inimigos naturais e o estágio de desenvolvimento da cultura. Ou seja, é uma decisão que precisa ser tomada na hora certa.

Strider Protector

Strider é empresa mineira de tecnologia de informação com vocação para o agronegócio. O Protector, seu aplicativo para monitoramento de pragas, usa de georreferenciamento para gerar um mapa de calor com a localização exata dos focos de infestação. O aplicativo também serve para definir os pontos de monitoramento em cada talhão e controlar a execução do serviço.

O aplicativo é um sucesso: o Protector já foi utilizado em mais de 3,5 milhões de hectares. Em apenas cinco anos, a Strider conquistou mais de 2 mil clientes no Brasil, Estados Unidos, México, Bolívia e Moçambique. “A gente tem como objetivo ajudar o produtor a fazer agricultura de maneira correta, tomando decisões em cima de dados confiáveis”, afirma Paulo Vianna, diretor de desenvolvimento corporativo da Strider.

 Leia a matéria completa em: Rede Agro Services