Software é arma para agilizar controle de pragas e doenças no campo

A tecnologia Strider, desenvolvida em Belo Horizonte (MG) há dois anos, permite que o produtor, técnico ou agrônomo possa enviar informações, dados e até fotos do que está vendo no campo direto para o escritório da fazenda com apenas um toque na tela do tablet.

O tablet que possui um software com mais de 400 problemas cadastrados, entre pragas e doenças já vem sendo adotado por produtores de soja, algodão, café, cana-de-açúcar, frutas e inclusiva já está sendo testado nos Estados Unidos. O sistema é iniciado somente com o operador de campo faz login na área cadastrada previamente para ele. Todo o trabalho na lavoura fica armazenado em rede, por isso não é preciso conexão com a internet.

O programa gera relatórios com médias de pragas por área e um mapa de calor que mostra o nível e local exato da infestação, com informações georreferenciadas. A partir desses dados, os produtores conseguem agir com mais rapidez, além de fazer aplicações mais assertivas dos produtos, reduzindo custos desnecessários e tendo uma produção mais sustentável.

Para ver a entrevista na integra acesse Noticias de Pecuária.